Área do DHO/Gente
Acesse Aqui
Área do Participante
Acesse Aqui
Área do DHO/Gente
Acesse Aqui
Área do Participante
Acesse Aqui
Educação Financeira
Notícias
Junho: forte alta

Neste ano, os investimentos têm sido muito favorecidos pelo mercado de ações, e pela tendência de queda das taxas de juros, que beneficiam os papéis de renda fixa de longo prazo. Agora, a grande questão para os analistas econômicos é saber qual será o próximo movimento.

As expectativas de mercado variam muito rapidamente, ao sabor dos acontecimentos externos e internos. E eles tanto podem manter a tendência atual, positiva, como apresentar uma inversão e consequentemente quedas pontuais de desempenho.

Em junho, os perfis de investimentos de seu plano, em especial os que possuem mais risco em carteira, se aproveitaram mais uma vez da Bolsa e do cenário de juros em queda. O Ibovespa, principal índice de ações, rendeu 4,06%, levando o acumulado do ano para 14,88%. A melhor performance das aplicações de renda fixa foi dos títulos públicos de longo prazo indexados à inflação, que renderam 5,06% (IMA-B5+).

Nesse contexto, o retorno dos perfis de investimentos da Funsejem foi de: 1,90% no moderado, 2,20% no agressivo e 2,64% no superagressivo. O perfil conservador rendeu 0,72%, bem acima do CDI, seu índice de referência, que fechou em 0,47%.

Atenção: avalie o grau de risco de cada perfil de investimento, pois quanto mais elevada a aplicação em renda variável, maior a probabilidade de oscilações, sejam elas positivas ou negativas. As alterações para perfis de risco começam a ficar mais arriscadas daqui pra frente, tendo em vista que estamos há algum tempo em um ciclo de bons resultados. A qualquer momento, eles podem tomar outra direção dependendo das variáveis macroeconômicas as quais estamos sujeitos.

Ver todas as notícias


2023 – Votorantim – Todos os direitos reservados.