Perfis de Investimento

O seu plano de aposentadoria na Funsejem oferece perfis de investimento para que você possa aplicar seu dinheiro da forma mais adequada a seus objetivos, convicções pessoais e disposição a correr risco. Veja a seguir as principais características dos perfis e os segmentos em que aplicam no mercado financeiro.

Conservador


Seus recursos vão para investimentos de renda fixa (RF) de menor risco. Ex.: papéis pós-fixados, que rendem a taxa básica de juros do governo (Selic). Uma pequena parcela também é investida no programa de empréstimo a participantes do plano. Neste perfil, a rentabilidade quase não oscila de um mês para outro. O objetivo aqui é proteger sua reserva financeira, fazê-la crescer acima da inflação, mas sem sobressaltos.


¹ Fundos de investimento empresas emergentes

Moderado


A maior parte de seus recursos vai para uma renda fixa de papéis de baixo risco (RF) e também para os voláteis, que oscilam. Ex.: títulos de inflação e pré-fixados. Há ainda aplicações na renda variável (RV), como ações em bolsa, até o limite de 15%, e nos segmentos de estruturados¹, exterior e empréstimo. A rentabilidade oscila no curto prazo, podendo ser negativa. O objetivo do perfil é tentar render mais que o conservador.

Agressivo


Boa parte dos recursos vai para papéis de renda fixa (RF) de baixo risco e também os voláteis. Ex.: títulos de inflação e pré-fixados. As aplicações de renda variável (RV), como ações em bolsa, podem chegar a 25%. É comum haver rentabilidade negativa em decorrência de mudanças nas taxas de juros, instabilidades na economia ou política. O objetivo do perfil, que também investe em estruturados¹, exterior e empréstimo, é tentar render bem acima da inflação no longo prazo.



¹ Fundos de investimento empresas emergentes

Superagressivo


O perfil investe em renda fixa (RF), nos papéis de baixo risco e nos voláteis. Ex.: títulos de inflação e pré-fixados. Mas a alocação em renda variável (RV), como ações em bolsa, pode chegar a 50%. É comum haver rentabilidade negativa nos momentos de mudanças nas taxas de juros ou de instabilidades na economia e política. O superagressivo ainda aplica em estruturados¹, exterior e empréstimo, tendo como objetivo superar bastante a inflação no longo prazo.

Nota: o superagressivo é exclusivo do Votorantim Prev.

A composição dos perfis é dinâmica, trabalha com margens de alocação para que os gestores possam desenvolver estratégias e aproveitar as oportunidades que surgem. Para saber mais sobre limites mínimo, máximo e objetivo de alocação de cada perfil, acesse a política do seu plano.

Política de Investimento

A política de investimento é um documento que contém as diretrizes gerais para a aplicação de todos os recursos financeiros administrados pela Funsejem. Em virtude disso, a Fundação aprova anualmente uma política para cada um dos planos de aposentadoria, e uma política para a aplicação dos recursos utilizados na gestão administrativa.

A seguir você confere algumas das determinações presentes nas políticas em vigor. Para mais informações, acesse a versão completa aqui da Política de Investimento do Votorantim Prev, Política de Investimento do VCNE, Política de Investimento do Plano de Gestão Administrativa.

 

As metas de ganho definidas na política são estipuladas de diferentes formas. Ao lado, estão as metas estabelecidas aos segmentos em que a Funsejem aplica e que remuneram os perfis de investimento.

Segmento Meta
Renda fixa CDI
Renda variável IBrX
Estruturados CDI + 2% ao ano
Exterior MSCI World
Imóveis Inflação IPCA mais 4% ao ano
Empréstimo Inflação IPCA mais 4% ao ano

A aplicação dos recursos financeiros precisa levar em conta o grau de risco e o objetivo de retorno dos perfis de investimento oferecidos nos planos de benefícios. Ao mesmo tempo, deve respeitar determinações legais. A seguir, estão os limites máximos de alocação por segmento de aplicação.


Planos Votorantim Prev e VCNE
Segmento C M A SA* PGA Lei**
Renda fixa 100% 100% 100% 100% 100% 100%
Renda variável 15% 25% 35% 70%
Estruturados 15% 20% 20% 20%
Exterior 5% 5% 5% 10%
Imóveis 20% 20% 20% 20%
Empréstimo 3% 3% 3% 15%

Legenda: C - Perfil Conservador | M - Perfil Moderado | A - Perfil Agressivo | SA* - Superagressivo *Exclusivo do plano Votorantim Prev ** Resolução nº 4661, do Conselho Monetário Nacional (25/05/2018)

A gestão de risco pressupõe a adoção de critérios e limites legais para cada tipo de risco, dentre os quais, o de mercado, que faz variar o valor de uma ação em bolsa de valores ou de um papel, por exemplo. Na política vigente, o controle do risco de mercado se dá, dentre outras formas, com uma ferramenta (B-VaR) que estima a perda máxima esperada (ou perda relativa) nas condições atuais de mercado, conforme abaixo.



Aplicação Meta de ganho Perda máxima
Renda fixa CDI 100% CDI 0,5%
Renda fixa inflação IMA-B5+ 0,5%
Renda variável IBrX 15%
Estruturados CDI + 1,50% 8%
Exterior MSCI World 15%

Parâmetros B-VaR: intervalo de confiança de 95%, horizonte de investimento de 21 dias.



Os demais riscos relacionados aos investimentos são: de crédito, liquidez, terceirização, operacional, legal e sistêmico. E todos são abordados na política do seu plano. Acesse e confira.



Aplicação Meta de ganho Perda máxima
Renda fixa CDI 100% CDI 0,5%
Renda fixa inflação IMA-B5+ 0,5%
Renda variável IBrX 15%
Estruturados CDI + 1,50% 8%
Exterior MSCI World 15%

Parâmetros B-VaR: intervalo de confiança de 95%, horizonte de investimento de 21 dias.



Os demais riscos relacionados aos investimentos são: de crédito, liquidez, terceirização, operacional, legal e sistêmico. E todos são abordados na política do seu plano. Acesse e confira.

Patrimônio e Gestores


O patrimônio que a Funsejem destina às aplicações financeiras divide-se entre os gestores:

A Funsejem ainda tem uma carteira própria, voltada à administração das aposentadorias vitalícias do plano VCNE (fechado à adesão), e uma parcela de recursos investida no programa de empréstimo a participantes. Veja a seguir as informações sobre o patrimônio aplicado.

Patrimônio Consolidado

Jan/2020



Patrimônio por perfil de investimento


Patrimônio por segmento de aplicação


Patrimônio nos fundos exclusivos


Patrimônio carteira ALM e empréstimo


Rentabilidade


A rentabilidade repassada ao seu saldo no plano é a do perfil de investimento em que você está. Como os perfis têm composição, objetivo de retorno e grau de risco distintos, o comportamento de cada um deve ser analisado com base em seus respectivos indicadores de referência (benchmarks). Desta forma, apresentamos a seguir a rentabilidade dos perfis do plano, bem como a variação dos índices das principais aplicações que compõem estes perfis.

Benchmark dos perfis

Conservador: CDI¹

Moderado, Agressivo e Superagressivo: CDI¹; IMA-B²; IBrX³

Glossário

¹: índice de renda fixa de baixo risco que acompanha a variação da taxa básica de juros da economia, a Selic.

²: índice que mede a rentabilidade média dos títulos públicos de inflação (IPCA), de curto e longo prazo (IMA-B5 e IMA-B5+).

³: índice que mede a rentabilidade de 100 ações da bolsa de valores [B]³.

Rentabilidade mensal

Veja no gráfico abaixo o desempenho mensal dos últimos 12 meses, você também pode escolher o período de 24 e 36 meses. Para conferir a rentabilidade de outros períodos e valor de cota, clique aqui.



Rentabilidade acumulada

Veja no gráfico abaixo o desempenho acumulado dos últimos 12 meses, você também pode escolher o período de 24 e 36 meses. Para conferir a rentabilidade de outros períodos e valor de cota, clique aqui.